Artigo: O que são estudos de futuro?

"Pensar o futuro é uma habilidade que pode ser decisiva para carreiras em qualquer setor"

em 01/04/2020

Artigo: O que são estudos de futuro?

Por Nathália Coelho*

A busca por projeções de futuro é algo que acompanha os humanos ao longo da história, das previsões do Oráculo de Delfos até as metodologias aplicadas em empresas. É possível lembrar dos clássicos estudos de planejamento de cenários feitos pela Shell, que auxiliaram que a companhia permanecesse relevante nos momentos de crise. Com o passar do tempo, esse exercício de imaginar futuros foi adquirindo protagonismo e sua importância reconhecida, chegando até a figurar em decisões políticas com a aplicação da governança antecipatória.

Assumindo o pressuposto de que o futuro não poderia ser controlado, mas que a sociedade poderia influenciá-lo, ocorreu o desenvolvimento e o teste de diversas metodologias para explorar e criar visões de futuro. Esses estudos contemplam diversas frentes de pesquisa. De forma general, trata-se de uma área que explora metodologias científicas capazes de antecipar cenários por meio de abordagens quantitativas e qualitativas. As análises fundamentam-se em dados, padrões e tendências, mas o olhar humano é essencial. 

Podemos pensar o futuro tanto a curto quanto a longo prazo. Para cada necessidade é possível utilizar as metodologias que mais se adequem. O forecasting e o cool hunting, por exemplo, são bastante conhecidas e utilizadas em algumas áreas, como a moda e o marketing. Há outras técnicas com as quais é possível extrapolar o pensamento, como as feitas a partir da ficção científica ou do foresight. Esse último é muito comum nas reflexões sobre desenvolvimento tecnológico e econômico.

Leia mais
6 mulheres inspiradoras para pensar o futuro
Macrotendências 2020-2021

Não existe a pretensão de prever o futuro, mas a compreensão de sinais de mudança e padrões de comportamento para construir possibilidades de cenário. Diante dessa perspectiva, podemos considerar o fato de existir mais de um cenário de futuro possível.

Embora o interesse em desvendar o futuro acompanhe a humanidade desde os primórdios, o campo de investigação conhecido como “estudos de futuro” apareceu há quase cinquenta anos. O surgimento dos estudos de futuro no campo acadêmico aconteceu após a Segunda Guerra Mundial e se tornou uma área da pesquisa acadêmica multidisciplinar.

A capacidade de traduzir sinais de mudança, comportamentos, movimentos e ideias no presente, além de olhar e identificar padrões do passado para prospectar cenários futuros. Nisso consiste o trabalho de um futurista e de quem mais almeja desenvolver um olhar a longo prazo.  

Pensar o futuro é uma habilidade que pode ser decisiva para carreiras em qualquer setor de atuação. O avanço e as transformações nos últimos anos se tornaram cada vez mais acelerados. Por isso, os estudos de futuro serão mais necessários para olharmos a curto, médio e longo prazo sem perder a atenção para os desafios do presente.

Nathália Coelho
*Nathália Coelho é pesquisadora do Lab de Tendências da Casa Firjan

 

Tópicos:
  • Estudos de Futuro
  • Futuro
  • Futurismo
Em destaque
Artigos, Estudos e Pesquisas ESG: por que essa sigla vai mudar o seu negócio daqui para a frente?

No contexto atual, empresas mais resilientes e sustentáveis estarão mais aptas para gerenciar riscos, atrair talentos e aumentar receita

em 19/04/2021

Artigos, Estudos e Pesquisas 39º Dossiê: Voice commerce como estratégia de negócio

Tecnologia pode melhorar a experiência de compra, elevando a satisfação do consumidor

em 12/04/2021

Artigos, Estudos e Pesquisas 38º Dossiê: Inovações para o varejo

Setor é responsável por 1 em cada 4 empregos do mundo

em 29/03/2021