Pensar o futuro: uma necessidade do presente

De previsões a tendências, muito se fala de futuro. Mas será que nos damos conta dos impactos de nossas ações atuais no que vem pela frente?

em 15/12/2020

Por Julia Zardo*

Pensar o futuro sempre esteve presente na nossa história. Esse tema se torna uma pauta de conversa ainda mais comum nas passagens de ano. Das demandas individuais a propostas de governos, independente da escala de pensamento, a visão a longo prazo permeia nosso cotidiano. Porém, como nos contou Drummond, para realmente termos um Ano Novo, é preciso que o façamos novo. 

Mas como é possível colocar o futuro em ação? 

Leia o artigo na íntegra, publicado na coluna Inovação e Sociedade, na Veja Rio.

Julia Zardo
*Julia Zardo é gerente de Ambientes de Inovação da Firjan

Tópicos:
  • Competências do futuro
  • Inovação
  • Futuro
Em destaque
Ambientes de Inovação Três grandes lições sobre transformação digital

Quem faz a transformação digital não são as tecnologias e ferramentas, mas, sim, as pessoas, os novos modelos mentais e a mudança de cultura

em 15/03/2021

Ambientes de Inovação Como estamos dando a volta por cima na maior crise do século

Não foi o porte da empresa que determinou o quanto ela conseguiu se adaptar e enfrentar os desafios da pandemia. Foi a atitude

em 13/02/2021

Ambientes de Inovação Desafios e oportunidades do Rio de Janeiro para 2021

Tecnologia, games e dados: pautas do futuro que precisam estar no nosso presente

em 18/01/2021