Repensando a performance: neurotecnologia e as novas fronteiras do cérebro

Repensar a forma como performamos é fundamental para criar o futuro que queremos

em 16/11/2021

Repensando a performance: neurotecnologia e as novas fronteiras do cérebro

Por Julia Zardo e Iuri Campos*

A pandemia impactou a forma como vivemos, acelerando tendências e impondo novos desafios. A necessidade de performar bem mesmo em meio a tantas incertezas despertou reflexões sobre a otimização do tempo, o quanto dedicamos do nosso dia ao trabalho, a qualidade de vida e como manter a saúde mental diante de tantas responsabilidades. Desse modo, repensar a forma como performamos é fundamental para criar o futuro que queremos.   

Leia o artigo na íntegra, publicado na coluna Inovação e Sociedade, na Veja Rio.
 

*Julia Zardo é gerente de Ambientes de Inovação da Firjan. Iuri Campos é analista sênior de conteúdo e inovação empresarial da Firjan. 

Tópicos:
  • Ambientes de Inovação
  • Novas tecnologias
  • Performance
  • Neurotecnologia
  • Futuro
  • Inovação
Em destaque
Ambientes de Inovação Universidade-empresa: Brasil pode ganhar com essa parceria. Saiba por quê

Criação de inovações ocorre através de pesquisa e desenvolvimento (P&D), com equipes e laboratórios dedicados a estudar algo específico

em 03/05/2022

Ambientes de Inovação Macrotendências: como se antecipar diante das mudanças

Tecnologias imersivas, crise climática e um novo mundo do trabalho são alguns dos temas que devem mobilizar a sociedade nos próximos dois anos

em 03/03/2022

Ambientes de Inovação Inovação e diversidade já são realidade para os negócios

Necessidade da diversidade de raças, gerações, de gênero e sexualidade está sendo percebida como ferramenta para aumentar a competitividade das empresas

em 18/01/2022