Criatividade em tempos de mudança

Embora natural, criatividade é uma habilidade que pode ser desenvolvida e aperfeiçoada

em 12/05/2020

Criatividade em tempos de mudança

“Criatividade em tempos de mudança” foi o tema da live Educação da Casa Firjan, que reuniu Leonardo Correa, consultor de inovação e docente do curso de criatividade, e Marcelo Ghizi, designer do núcleo de comunicação da Casa Firjan. Na conversa online, realizada em 13 de abril, Leonardo destacou que, embora natural, criatividade é uma habilidade que pode ser desenvolvida e aperfeiçoada. E pode ser uma grande aliada, em momentos de grandes desafios, como o da atual conjuntura. Ser criativo possibilita pensar em novos cenários e oportunidades em momentos de crise.

Para Leonardo, “a capacidade que a gente tem de capturar elementos do mundo, reorganizá-los de uma forma diferente e criar coisas novas a partir disso é nato”. Ainda assim, é possível desenvolver essa habilidade. Por isso, para o professor, é preciso desmistificar o conceito de Eureca, “a ideia de que ser criativo é algo que brota em um estalo e se tem uma grande ideia que vem do nada”. 

É importante entender como se dá o processo criativo, que acontece em quatro etapas: 
1) preparação, reconhecimento da demanda de criação e coleta de elementos para resolução; 
2) incubação, imersão nos elementos coletados, subtendo-os ao processo cognitivo; 
3) iluminação: resultado da incubação em formato de nova ideia; 
4) verificação: checagem se a ideia atende à demanda de criação.

Desmistificar o conceito de Eureca e entender o processo criativo são tarefas importantes para lidar com bloqueios criativos. “A gente precisa testar diferentes encaixes dos elementos na nossa cabeça, para que a nova ideia surja”, explicou Léo Correa. Para ele, é importante ter tempo para digerir os elementos coletados. “É um prato que se cozinha em fogo baixo”, disse.

Mas como se manter criativo durante o isolamento? A transição para o home office exige muita organização para manter em ordem a rotina de todos aqueles que hoje trabalham, estudam e desempenham as principais ocupações de casa. Excesso de ordem pode ser um problema para a criatividade, para Leonardo. “Quando preciso criar, eu preciso de um pouco de caos”, diz. Para ele, o equilíbrio entre ordem e caos traz o movimento necessário na transição entre a incubação e a iluminação. 

Leonardo lembra que no processo criativo surgem muitas ideias, principalmente se o criador busca um repertório de elementos abrangentes, dentro e fora de sua área de atuação, na vivência e no dia a dia. Essa postura de ampliação dos elementos diversifica associações importantes para a criação. Para Leonardo, também estão mais predispostas à criatividade pessoas menos competitivas, mais abertas a experiências e mais tolerantes a correr riscos.

Dicas

  • A ansiedade bloqueia a criatividade, busque ajuda profissional se você se sente ansioso;
  • Para vencer o bloqueio criativo, busque ações rotineiras que fomentem momentos de reflexão, como tomar banho, dirigir e pedalar;
  • Organize elementos que estão no campo das ideias e colocar no papel de forma visual;
  • Tangibilize os elementos para olhar de diferentes jeitos e pontos de vista;
  • Utilize as resistências do ambiente de home office que denotam bagunça para contribuir com o caos criativo, como brincar com os filhos, acessar ambiente virtuais diversificados, ver vídeos no Youtube, etc;
  • Quebre tarefas em tempos menores. É difícil sustentar um tempo produtivo em casa;
  • Diversifique o universo de leitura, assuntos, filmes e vídeos, trazendo oxigenação ao tipo de conteúdo que chega até você;
  • Procure inspiração.

Confira mais dicas aqui.

Leituras

  • Criatividade: Sobre a arte de viver, de Roman Krznaric;
  • O ócio criativo, de Domenico De Masi.
Em destaque
Educação “Programar é como aprender um novo idioma”, diz especialista

Bate-papo, no Instagram da Casa Firjan, apresentou os conteúdos abordados na oficina "Programação para não programadores"

em 03/07/2020

Educação "Comunicação não-violenta não deve ser usada apenas para resolver conflitos”

Para Diana Bonar, abordagem é uma forma de se relacionar sem culpa, medo ou punição

em 20/06/2020

Educação Storytelling para negócios exige aproximação com o público

É essencial selecionar boas histórias alinhadas ao objetivo de comunicação de uma empresa, afirma especialista

em 16/06/2020