Com a pandemia, marketing digital é a principal via de comunicação com o consumidor

Tema foi debatido no Aquário Casa Firjan

28/05/2020

Com a pandemia, marketing digital é a principal via de comunicação com o consumidor

Monitoramento de dados, interação ágil e em diversos canais, testes rápidos e de baixo custo, conteúdo de valor, foco e mais contexto. Para os especialistas em marketing digital, esses são os pontos fundamentais para campanhas mais assertivas neste momento de incerteza da pandemia da Covid-19. O Aquário Casa Firjan de terça-feira (26) abordou o fortalecimento da marca por meio do marketing digital. A mediação do evento on-line ficou a cargo de Iuri Campos, líder do Aquário Casa Firjan. 

De acordo com Bruno Mello, fundador e diretor-executivo do Mundo do Marketing, a pandemia foi o acelerador do futuro e será um marco do marketing digital. “A via digital agora é o único canal de comunicação. Então não pode mais ser visto como complemento. Ainda temos muitos estágios para avançar. A empresa precisa ter inteligência de mercado e ser orientada por resultado, medindo os dados, mas ainda há um gap muito alto do marketing digital nesse sentido”, destacou Mello. 

O diretor do Mundo do Marketing pontuou ainda algumas dicas para um conteúdo de qualidade: exclusivo, prestador de serviço, interativo e com formato diferenciado para multiplataformas. “Para sobreviver, é preciso investir na produção de conteúdo de qualidade. Algumas empresas conseguem alinhar a prestação de serviço com entretenimento, que é o casamento perfeito. Um conteúdo de valor ajuda as pessoas”, frisou. 

Transformação organizacional
Para Daniel Pires, cofundador e CGO da Cortex, conseguir trabalhar conteúdo e interação digital virou imperativo para qualquer empresa, pois todas passam por uma transformação organizacional. “Estamos vivendo uma grande jornada de aprendizado da digitalização e o desenvolvimento de uma cultura mais ágil. As empresas precisam monitorar dados internos e externos o tempo todo para tomada de decisões. Quanto mais conseguirem analisar os dados de forma assertiva, mais insights terão. A gestão de comunicação precisa estar baseada em dados para criar soluções analíticas. É preciso ter uma cultura de startups”, enfatizou Pires. 

Já Juliana Calsa, gerente de Comunicação na BRK Ambiental, trouxe para o debate experiências de marketing digital da empresa privada de saneamento básico. Ela contou que o trabalho cotidiano é tão analógico que as pessoas esquecem que a companhia está no ambiente digital, com atendimento via WhatsApp e conteúdos nas redes sociais. “Foi preciso ir à TV para falar que estamos no digital. Nos nossos conteúdos, tentamos trazer assuntos que estejam alinhados com a pandemia e o saneamento. Conteúdos relevantes e educativos, como a lavagem de mão em forma de game. O ambiente digital é um mar de oportunidades”, comentou Juliana, que acrescentou que não há marketing sem propósito e sem serviço. 

Assista ao Aquário Casa Firjan: